quinta-feira, 19 de julho de 2012

Mamadeira



      Seja por falta de tempo ou por outros problemas que impedem a mãe de amamentar
o filho, a dúvida é frequente: oferecer ou não a mamadeira para o bebê? O leite materno
é sempre melhor, mas na impossibilidade de amamentação, a mamadeira pode ser uma
solução. O aleitamento materno propicia satisfação nutricional, afetiva e bom desenvolvimento
geral tanto das estruturas faciais, da coordenação, da força muscular e das funções da boca.
      O uso da mamadeira só deve ocorrer quando a mãe está impossibilitada de amamentar.
O ideal é que a mamadeira nunca seja oferecida para o bebê com menos de 6 meses, pois
devem se alimentar exclusivamente do peito.
     Para os especialistas, se a mamadeira for usada como opção, deve ser abandonada o
quanto antes para evitar problemas como: rinite, asma, alterações nos ossos da face, desvio
de septo, além de dentes encavalados.
     Depois da amamentação exclusivamente no peito até os 6 meses, outros alimentos devem
ser introduzidos na dieta do bebê. Por conta do nascimento dos dentes, esses alimentos servirão
como uma preparação para comer algo realmente sólido. Se a mãe prolongar o uso da mamadeira
e não insistir na alimentação pastosa, acaba prejudicando o desenvolvimento do bebê, pois
não faz esse treino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário